Nota de Pesar - Cesar Augusto Avila Martins

21/04/2021 21:48

NOTA DE PESAR

A Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre (AGB-PoA) lamenta profundamente e manifesta seu pesar pelo falecimento do professor César Augusto Ávila Martins, docente dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da FURG, em Rio Grande.

César era professor da FURG desde 1989, onde também se graduou em Geografia. Fez mestrado na USP e doutorado na UFSC, discutindo os usos do território na pesca industrial. Nestes mais de 30 anos de atuação docente, contribuiu decisivamente na formação de inúmeros/as professores/as de Geografia e de geógrafos/as profissionais, que hoje atuam em diferentes estados brasileiros. Ministrava, entre outras, as disciplinas de 'Teoria da Geografia' e 'Geografia Política e Geopolítica', que se tornavam centrais na formação dos/as estudantes. Seu legado ainda se intensificou a partir de 2007, quando foi criado o curso de Mestrado em Geografia na FURG, onde César orientou vários/as pós-graduandos/as e ministrou as disciplinas de 'Análise regional da atividade industrial' e 'Bases metodológicas da pesquisa em Geografia Humana'.

Ele ainda fundou e coordenava o Núcleo de Análises Urbanas (NAU/FURG), espaço de convergência de muitos/as estudantes da Geografia da FURG, que desenvolve projetos de ensino, pesquisa e extensão, como o importante ciclo de palestras "Quintas Urbanas". Alguns destes projetos aproximaram César do movimento de luta por moradia em Rio Grande, contribuindo decisivamente em suas lutas pela reforma urbana. Por outro lado, outra de suas características marcantes era a disponibilidade em receber delegações de professores/as e estudantes em trabalho de campo por Rio Grande, acompanhando e explicando os múltiplos aspectos geográficos do município. César também era membro ativo da AGB, participando dos encontros nacionais da entidade e, no caso da nossa seção local, contribuindo muito para a realização dos Encontros Estaduais de Geografia em 2002 e 2012, ambos realizados na FURG.

Todo esta trajetória deixa evidente as muitas contribuições para a Geografia gaúcha e brasileira. Mas o reconhecimento do legado de César Martins vai além do plano acadêmico, institucional e político. Seus/suas colegas de universidade e principalmente seus alunos e suas alunas já sentem sua ausência, porque ele era um professor fantástico, polêmico, intenso e muito, mas muito amigo. Sua partida nos deixa tristes e consternados, mas também reflexivos sobre o momento em que vivemos, numa conjuntura em que o pensamento crítico, uma das marcas de César, é visto com "maus olhos" e mesmo perseguido, dentro e fora das universidades e escolas. O contexto social, político, econômico e geográfico que ora vivenciamos nos afeta cotidianamente, e isso não pode ser ignorado quando refletimos sobre nossas práticas, seja em nossos locais de trabalho e estudo, seja em nossas relações pessoais. A pandemia, o genocídio, a política de morte e os discursos fascistas perpetrados pelo atual governo nos tocam mais do que imaginamos, inclusive do ponto de vista psicológico, mas exatamente por isso vamos resistir, entendendo, assim como César, a Geografia como instrumento dessa resistência. A começar por uma de suas célebres frases, que seus alunos e suas alunas não esquecem: "Devemos ter o mapa na cabeça".

César Martins, presente! 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!