"Transatlântico Paisageiro" - 29/05 - UFRGS

27/05/2014 16:09

Trânsito, distância, desarraigo, saudade, voos sobre o oceano Atlântico, metrôs, caminhadas, partida, retorno e o vento que a bicicleta fabrica: passagens. Planícies, costas, rochedos, paredes carcomidas, torres, ruas de paralelepípedos, acordes de Milton e Dylan, becos festivos e sua multidão desejante: paisagens. Transatlântico Paisageiro é um repertório que mescla as canções de Tiago Fischer feitas para o projeto 'Transatlântico, a Canção' e para a banda Apóstrofes, com o 'Paisageiro' – repertório em gestação por Lucas Panitz, que deverá estar em sua tese de doutorado. Transatlântico é o território criativo que permitiu (e permite) unir duas margens continentais numa só canção; é canção de partida e chegada, de amigos que jogam ao mar seus versos em garrafas, para que no outro lado alguém escute e não se sinta só. Paisageiro é a sina radical do humano de passagem por paisagens e por paisagens de passagem. Apenas duas vozes e dois violões a serviço de uma manifestação antiga e sem nenhuma pretensão: apenas entoar estórias que contam sobre como vivemos no tempo e em cada pedaço de chão.

 

Voltar